Após escândalos, Aécio Neves que quase foi Presidente do Brasil, se torna uma vergonha nacional

Temos que ser práticos e reconhecer que Aécio Neves nunca, isso mesmo, nuca teve chance real de ser Presidente do Brasil. O Tucano, que é alvo de pedido de prisão da PGR por corrupção, desapareceu das preferências do eleitor brasileiro se levarmos em conta a margem de erro das pesquisas.

Alvo de um pedido de prisão apresentado pela Procuradoria-Geral da República, acusado de pedir e receber propina e de tentar barrar as investigações da Operação Lava Jato, o senador Aécio Neves (MG), presidente licenciado do PSDB, terá dificuldades para retomar sua vida política por meio de eleições.

Pesquisas mostram que as intenções de voto no senador tucano despencaram, após 18 de maio, Aécio foi alvo da Operação Patmos, deflagrada após a delação premiada de Joesley Batista, dono da JBS, viu políticos evitar ligações com ele, até amigos famosos rejeita-lo. Houve “fuga em massa” das redes sociais do mineirinho e alguns chegaram a declarar que tinham vergonha de um dia ser amigo dele.

Na pesquisa estimulada, na qual uma lista de candidatos é apresentada aos entrevistados, Aécio tem apenas 1% das intenções de voto em um eventual embate de primeiro turno com Lula (46%), Bolsonaro (13%), Marina Silva (9%) e Ciro Gomes (5%), do PDT.

Considerando a margem de erro Aécio Neves fica devendo nas pesquisas eleitorais. Os amigos famosos tem vergonha dele.
Leia também… Após escândalos, Aécio vai a 1% em pesquisa eleitoral — CartaCapital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s